Manuela será vice de Lula e Haddad será candidato caso ex-presidente seja impugnado

Os partidos de esquerda estão articulando estratégia para que a deputada estadual, Manuela D’Avila (PCdoB-RS) seja candidata a vice-presidente na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e em caso de impugnação do ex-presidente, o plano B, colocar o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), como candidato, disse uma fonte que tem acompanhado as negociações.

Haddad viajou a Curitiba nesta sexta-feira (03) com a presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o secretário de Finanças do PT, logo após a reunião do Diretório Nacional, para conversar com Lula sobre a nova estratégia.

Manuela D’Avila foi apresentada como candidata à Presidência pelo PCdoB em convenção na última quarta-feira (01), porém o partido deixou em aberto a possibilidade de se aliar ao PT em uma frente de esquerda, desde que o PT cedesse a vaga de vice-presidente a Manuela.

De acordo com a fonte, Haddad ficará à disposição para assumir a vaga de candidato a presidente com a provável impugnação da candidatura de Lula que, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, deve ser enquadrado na lei da Ficha Limpa se tornando inelegível.