Em jogo-treino, reservas do Palmeiras perdem para o Nacional-SP

O Palmeiras voltou às atividades na Academia de Futebol nesta quinta-feira, depois da vitória por 3 a 2 sobre o Peñarol, na quarta, no Palestra Itália, em partida válida pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Na reapresentação, somente os reservas e os atletas que entraram no decorrer do jogo foram a campo. Os titulares fizeram um trabalho regenerativo.

Nesta quinta-feira, a comissão técnica alviverde programou um jogo-treino entre os reservas e a equipe do Nacional, tradicional agremiação da capital paulista. O Palmeiras começou a atividade com Jailson; Jean, Antônio Carlos, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Michel Bastos e Raphel Veiga; Erik, Keno e Alecsandro.

O Verdão apostava nos toques rápidos e nas jogadas em velocidade, em especial pelos lados do campo. Em uma delas, Alecsandro tabelou com Raphael Veiga e tentou a finalização, mas foi travado. Em outra, Keno apareceu pela direita e cruzou para a área. A zaga cortou antes que a bola chegasse em Alecsandro.

Apesar de mostrar muita vontade, o Nacional não conseguia levar perigo à meta defendida por Jailson. Entretanto, o time visitante chegou ao gol primeiro, aproveitando pênalti cometido pelo goleiro palmeirense após bola lançada nas costas da defesa. O primeiro tempo terminou 1 a 0 para o Nacional.

O Palmeiras voltou para a etapa final com quatro alterações em relação ao time que iniciou o jogo-treino. O goleiro Vinícius Silvestre, o meia Hyoran e os atacantes Rafael Marques e Róger Guedes entraram na equipe. As mudanças logo surtiram efeito e logo no primeiro ataque, Hyoran cruzou da esquerda e Róger Guedes apareceu na segunda trave para cabecear com precisão para o fundo das redes.

O gol de empate animou os reservas do Verdão, que partiu para cima em busca da virada. O mesmo Róger Guedes quase fez o segundo dele no confronto ao tentar encobrir o goleiro adversário, mas a bola acabou saindo. No entanto, foi o Nacional quem tomou a dianteira no placar após jogada de bola aérea. Vinícius Silvestre fez boa defesa depois de uma cabeçada, mas não conseguiu evitar o gol no rebote, que deu números finais ao jogo-treino.

Ainda nesta semana, o Palmeiras tem treinos programados para as manhãs de sexta-feira e sábado, este último fechado para a imprensa. No domingo, o Verdão enfrenta a Ponte Preta, às 16 horas (de Brasília), no Moisés Lucarelli, pela partida de ida das semifinais do Campeonato Paulista.

(Créditos: Gazeta Esportiva)

'