Dicas para obter o Visto Americano

Hora de planejar as férias e o destino escolhido é Estados Unidos. Já sabemos tudo sobre o destino, preço de hotéis e passagens, passeios e os melhores restaurantes, porém vem aquela dúvida em relação ao tão falado visto americano.
Com certeza você já teve algum amigo ou parente dizendo como foi fácil ou como foi difícil conseguir o visto de entrada no destino preferido dos brasileiros. Alguns conseguem facilmente e outros encontram muita dificuldade já que o processo para obter o visto é repleto de detalhes e precisa de muita atenção.
Para quem está pensando em fazer a solicitação, vai aqui algumas dicas importantes.
Para solicitar o visto de turista americano, é necessário ter planejamento.
O processo para conseguir o visto B1/B2 tem diversas etapas.
Na análise de um pedido de B1/B2, a embaixada americana certifica-se de que o estudante e/ou turista vai mesmo para os Estados Unidos para os fins que declarar no preenchimento dos formulários.
ETAPAS PARA SOLICITAR O VISTO AMERICANO DE TURISTA:
O primeiro passo é preencher o formulário de solicitação de visto DS-160, que vale lembrar é bem detalhado, então vai precisar de tempo para preencher com calma e corretamente.
Lembre-se que qualquer erro nesse formulário pode comprometer a obtenção do visto.
As perguntas do formulário são em inglês mas, tem tradução na própria página.
O formulário pede os dados pessoais além de perguntas específicas sobre a viagem aos Estados Unidos. Dica importante é sempre salvar o Application ID. Será pedido caso precise retornar e entrar no formulário.
A dica é reservar uma hora para responder o questionário e ser honesto com as respostas.
Se você não se sentir seguro para preencher, busque por uma assessoria de visto, eles vão fazer o preenchimento correto e você vai evitar perder o investimento.
O pagamento da taxa de solicitação é o próximo passo. A taxa para o visto de turista americano é de USD 160,00, e pode ser pago via boleto bancário ou cartão de crédito.
A vantagem de pagar com o cartão de crédito é de seguir para o próximo passo na mesma hora. Caso a forma de pagamento seja por boleto, é necessário esperar a confirmação do pagamento, que pode ser de até dois dias.
Lembrando: a taxa não é reembolsável, isso significa que mesmo que o visto seja negado, o valor da taxa não é devolvido.
DICA IMPORTANTE:
Guarde o comprovante de pagamento da taxa, ele vai ser solicitado nas próximas etapas (coleta de impressões digitais e foto).
Assim que o pagamento for liberado você poderá ir para a próxima etapa, as entrevistas.
Depois de preencher o formulário e pagar a taxa de visto, é necessário agendar as entrevistas no consulado americano de sua escolha. Existem embaixadas e consulados americanos em 5 cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Porto Alegre.
 O agendamento deve ser feito pelo site do consulado para pedido de vistos, onde será feito primeiramente um cadastro.
Feito o agendamento será necessário ter disponibilidade de dois dias para essa etapa.
No Primeiro dia o solicitante deve ir pessoalmente em um CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) e no segundo dia no Consulado Americano para entrevista pessoal. É possível escolher as datas e horários de acordo com a disponibilidade da agenda do Consulado.
Na entrevista, os oficiais do consulado checam se há motivos para o solicitante retornar ao Brasil após sua viagem aos Estados Unidos.
Ainda que o oficial possa não solicitar a documentação, os solicitantes devem ter documentos que comprovem vínculos com o Brasil para fornecer no dia (se necessário).
Se por acaso for negado, não se preocupe, você pode tentar novamente. Confira dicas para entrevista no consulado no nosso próximo artigo.
Com o visto aprovado pode fazer as malas e partir para a próxima etapa, pois para pisar na terra do tio Sam, irá passar por mais uma entrevista, porém essa bem breve e mais tranquila.
Mesmo após o visto emitido no passaporte, quando viajar, logo na entrada, ao chegar no aeroporto dos EUA, você passará novamente pelos oficiais de imigração e pode ser solicitado comprovantes relacionados a viagem e que comprovem sua estadia e retorno ao Brasil. Uma dica é sempre viajar com a passagem de volta marcada. Não se preocupe com o inglês, pois a maioria deles falam espanhol e entendem nosso português. Seja honesto e mantenha a calma, pois essa pequena entrevista será breve e tranquila. Se por acaso eles não carimbarem o seu passaporte na entrada e te levarem para a temida “salinha” não se desespere. É um procedimento normal e algumas pessoas são levadas para uma verificação mais detalhada sobre a viagem ou bagagem. Evite levar alimentos perecíveis e leia sobre o que é permitido entrar em solo americano. Uma simples fruta pode atrasar sua entrada no país. Mesmo que espere por muitas horas, às vezes fica 1,2,3 e até 4 horas esperando na “salinha”, não se preocupe, tente manter a calma e quando for chamado responda honestamente sobre sua viagem de férias e com certeza logo será liberado.
Se seguir à risca todos os passos dificilmente terá problemas.
Boa sorte e boa viagem!
Sobre Alice Dal Farra 3 Artigos
Jornalista, empresária e atriz. Atualmente vive em Miami nos EUA e presta assessoria internacional e assessoria em turismo.