Teto da entrada da Bolsa de Jacarta desaba e fere pelo menos 72 pessoas

Pelo menos 72 pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira (15) na Indonésia, no desabamento de um dos prédios de duas torres que acolhe a Bolsa de Valores de Jacarta, informaram fontes oficiais.

Os feridos, entre eles estudantes que visitavam o edifício, foram levados a quatro hospitais da capital, informou a polícia de Jacarta em comunicado.

O porta-voz da Polícia de Jacarta, Argônio Yuwono, descartou, em declarações à imprensa, que a causa do desabamento tenha sido uma explosão, enquanto continua a investigação.

A maioria dos trabalhadores da Bolsa retornou aos postos de trabalho para a sessão da tarde.

Imagens de testemunhas nas redes sociais e na televisão mostraram os escombros, pessoas jogadas no chão e outras saindo do edifício após o acidente.

Em um primeiro momento, as forças especiais compareceram ao local devido à possibilidade de se tratar de um atentado.

Em 24 de maio, dois islamitas se suicidaram, ao explodir os cinturões que levavam, em uma rodoviária de Jacarta e causaram a morte de três agentes. O atentado foi atribuído a um grupo ligado ao Estado Islâmico.

A Indonésia, onde a população muçulmana representa cerca de 88% dos 260 milhões de habitantes, sofreu vários atentados islamitas neste século, entre eles o perpetrado na turística ilha de Bali em 2002, que deixou 202 mortos.