SP recebe primeira edição do Festival Internacional de Circo

Os amantes do universo mágico do circo terão a chance de conferir em solo paulista um dos mais aguardados eventos do meio: a partir desta quarta-feira (11), mais de 40 atrações gratuitas fazem parte da primeira edição do Festival Internacional de Circo (FIC).

Em uma estrutura montada especialmente para o evento, no Centro Esportivo Tietê, zona norte da capital, até domingo (15) artistas de países como Bélgica, Itália, Argentina e Brasil se reúnem para entreter os espectadores na Cidade do Circo, a 300 metros da Estação Armênia, na Linha Azul do Metrô.

São três lonas, dois palcos e uma praça de alimentação para receber o público do FIC. “O objetivo do festival é dar mais visibilidade aos artistas da cidade, porque quem frequenta eventos assim sabe do potencial que existe aqui”, diz o ator Hugo Possolo, diretor geral do festival.

Possolo é um dos fundadores do grupo Parlapatões e coordenador do curso de Atuação da SP Escola de Teatro, além de presidir a Associação dos Amigos do Centro de Memória do Circo, que realiza o festival em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura. “É uma oportunidade de ver a qualidade dos artistas de São Paulo e de outras regiões, tudo de graça”.

A programação do FIC começa às 20h, com a Mostra Competitiva, em que malabaristas, mágicos e acrobatas competem pelos prêmios de melhor número de pista e melhor número aéreo. A abertura do festival terá ainda o malabarista peruano Aldo Villacorta Leon e os palhaços da Turma do Biribinha (Alagoas).

Na quinta (12), acontece o show de malabarismo cômico da italiana Compagnia Bellavita, e na sexta (13) o espetáculo “InversUs”, da Cia. Éos, de Sorocaba. O Circo Pitanga, nascido no Rio de Janeiro e sediado na Bélgica, apresenta “Cordas Nupciais”, mistura de teatro e acrobacias, no sábado (14).

No domingo (15), o festival encerra com a Cia. Tato Villanueva, da Argentina.