São Paulo sai na frente, sofre virada, mas fica no empate com o Atlético-MG

Após dois jogos fora de casa, o São Paulo voltou ao Morumbi neste sábado, recebendo o Atlético-MG na tentativa de manter sua invencibilidade no Brasileirão. Após um primeiro tempo bastante movimentado, em que saiu na frente com gol de Everton, o Tricolor acabou caindo de rendimento na etapa complementar, chegou a sofrer a virada, mas, graças a Diego Souza, saiu de campo com o empate em 2 a 2, chegando a seis pontos na competição.

Estreante no Morumbi, Everton foi um dos destaques do São Paulo na noite deste sábado. Explorando a velocidade, uma das carências do São Paulo nos últimos anos, o atacante foi durante todo o tempo uma boa alternativa ofensiva e conseguiu coroar seu primeiro jogo na casa do seu novo clube com um gol. Diego Souza, que recebeu um voto de confiança de Aguirre e iniciou a partida como titular, correspondeu às expectativas e também foi às redes. Roger Guedes e Ricardo Oliveira marcaram os gols do Galo.

O São Paulo agora concentra seus esforços na preparação para o jogo de volta da Copa Sul-Americana, na próxima quarta-feira, contra o Rosario Central, novamente no Morumbi. Já o Atlético-MG entra em ação na terça-feira, quando recebe o San Lorenzo também pelo torneio continental.

O jogo – O primeiro tempo foi bastante movimentado. Empolgados com a grande quantidade de torcedores que compareceu ao Morumbi, os donos da casa se inspiraram e quase abriram o placar logo aos 12 minutos com Everton, que aproveitou o cruzamento de Régis no segundo pau, mas não foi feliz em sua conclusão, balançando as redes do goleiro Victor pelo lado de fora.

Dois minutos depois foi a vez de o Atlético-MG responder, exigindo um verdadeiro milagre de Sidão. Ricardo Oliveira recebeu pela direita e acionou no lado oposto Roger Guedes, que ficou cara a cara com o goleiro adversário e o viu fazer uma defesa brilhante, à queima-roupa, para manter o 0 a 0 no placar.

Daí em diante o Atlético-MG conseguiu conter o ímpeto do São Paulo, que enfrentava dificuldades em infiltrar na defesa rival. A situação só mudou aos 24 minutos, quando Régis desceu pela direita e mandou na área. Diego Souza disputou no alto com Léo Silva, e a bola sobrou nos pés de Everton, que dominou e desta vez bateu certeiro para abrir o placar em sua estreia no Morumbi.

Antes do intervalo, o Atlético-MG ainda teve a oportunidade derradeira de se dirigir ao vestiário com a igualdade no marcador com o zagueiro Anderson Martins. Após cobrança de escanteio de Otero, Sidão deu um soco na bola e o próprio venezuelano ficou com o rebote, mandando na área novamente. O defensor são-paulino, que marcava Ricardo Oliveira, cabeceou para trás e quase jogou contra o próprio gol, tirando tinta do travessão.

Na etapa complementar, Arboleda foi quem deu os primeiros indícios de que o Tricolor não havia se contentado com a vantagem mínima construída no primeiro tempo. Aos três minutos, o zagueiro subiu mais que a defesa rival após cobrança de escanteio e cabeceou no canto direito do goleiro Victor, que viu a bola passar rente à trave. Pouco depois, Roger Guedes, principal ameaça do Galo, recebeu na esquerda, cortou para o meio e bateu colocado, exigindo outra ótima defesa do goleiro Sidão.

Depois de tanto ameaçar, o Atlético-MG, enfim, botou água no chopp são-paulino. Aos 25 minutos, Cazares acionou Gustavo Blanco pelo meio, que, por sua vez, deu ótimo passe para Roger Guedes, que, nas costas de Arboleda, invadiu a área batendo de primeira, desta vez sem chances para o goleiro Sidão.

A partir daí o Atlético-MG cresceu e não deu brechas para que o Tricolor pudesse reagir. Cada vez mais presente no campo ofensivo adversário, o Galo ainda teve tempo para, antes do apito final, aos 32 minutos, virar a partida com Ricardo Oliveira, que cabeceou no primeiro pau após cobrança de escanteio e saiu para o abraço. O São Paulo, no entanto, não se deu por vencido e deixou tudo igual três minutos depois com Diego Souza, que recebeu ótimo passe de Cueva dentro da área e tocou de bico na saída de Victor, garantindo ao menos mais um ponto à equipe do Morumbi.

(Créditos: Gazeta Esportiva)