Santos vence Grêmio e se garante na pré-Libertadores

Não foi desta vez que o Santos voltou a encantar seu torcedor. Apresentando um futebol pragmático, o Peixe foi pressionado pelos reservas do Grêmio, mas contou com um gol de Copete para vencer por 1 a 0, na noite deste domingo, na Vila Belmiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo, o alvinegro chegou aos 59 pontos, manteve-se na quarta colocação e confirmou a classificação para a Libertadores. Porém, como o Flamengo também venceu o Corinthians e ficou com 53, os santistas ainda não garantiram matematicamente a vaga direta na fase de grupos do torneio continental.

O Grêmio, por sua vez, segue em segundo, com 61, mas pode ser ultrapassado pelo Palmeiras, que pega o Avaí nesta segunda-feira, na Ressacada.

Na 37ª rodada, o Santos visita o Flamengo na Ilha do Urubu, no próximo domingo, às 19h (de Brasília). O Tricolor Gaúcho, por sua vez, volta suas atenções apenas para a final da Libertadores. O primeiro jogo contra o Lanús acontece nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na arena gremista.

O jogo – Enfrentando os reservas do Grêmio, o Peixe até começou a partida mostrando iniciativa. Aos 8 minutos, Alison pegou rebote de escanteio e deu belo chute. A bola quicou e tinha a direção do ângulo. Porém, Paulo Victor fez grande defesa e afastou o perigo.

Mesmo com um time C, o Tricolor Gaúcho ‘acordou’ aos 16, quando Machado avançou no meio e bateu forte para Vanderlei espalmar. Dois minutos depois, Kaio apareceu dentro da área e cruzou para Patrick. O meia ganhou da marcação e chutou forte, obrigando o goleiro santista a fazer outra grande defesa.

Na sequência, Machado cobrou falta na entrada da área, a bola desviou na barreira e passou raspando a trave.

Os gremistas seguiram melhorem na partida. Aos 30, Dionathã recebeu de Jael e tentou lindo chute colocado de longe. Vanderlei nem se mexeu, mas a bola explodiu na trave esquerda.

Porém, o velho ditado “quem não faz toma” atacou novamente. Em rápido contra-ataque, Vecchio
lançou Copete em velocidade. O colombiano deu um toquinho por cima para vencer Paulo Victor e abrir o placar na Vila.

O tento reanimou o Peixe. Aos 35, Ricardo Oliveira recebeu cruzamento do lado esquerdo e desviou de cabeça no ângulo esquerdo de Paulo Víctor, que voou para encaixar. No lance seguinte, Copete cruzou para Bruno Henrique dentro da área. O atacante ganhou da zaga, mas cabeceou pra fora.

Nos últimos minutos, a partida ficou aberta, com os dois times perdendo oportunidades. Porém, o embate foi para o intervalo com o Santos vencendo por 1 a 0.

O segundo tempo voltou em um ritmo mais lento, tanto que a primeira oportunidade clara surgiu aos 10 minutos, quando o Peixe veio em contra-ataque e Bruno Henrique chutou firme para a defesa de Paulo Victor.

No decorrer da partida, os gremistas, em desvantagem, passaram a ter mais a posse de bola, enquanto o alvinegro esperava um bom contragolpe para ‘matar’ o duelo. Porém, nenhuma das duas equipes conseguiu realizar suas respectivas metas e o Santos acabou com a vitória pelo placar mínimo.

(Créditos: Gazeta Esportiva)