Santos segura pressão do Grêmio e arranca empate em Porto Alegre

Grêmio e Santos fizeram um típico duelo de ataque contra defesa neste domingo, em Porto Alegre. O Peixe, atuando fora de casa, até começou bem a partida, mas passou a ser completamente dominado após os minutos iniciais. Mesmo assim, o time comandado por Levir Culpi abriu o placar com David Braz ainda no primeiro tempo. Porém, a alegria dos santistas durou pouco, afinal, Fernandinho empatou na sequência. Já na segunda etapa, mesmo sem fazer um jogo brilhante, o alvinegro conseguiu segurar o ímpeto gremista e arrancou um empate na Arena.

Com a igualdade, Tricolor e Peixe seguem em segundo e terceiro, respectivamente. Porém, as duas equipes não conseguiram diminuir a diferença para o líder Corinthians, que apenas empatou com o Flamengo em Itaquera e parou nos 41 pontos.

Na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília) o Santos reencontra o Flamengo, que o eliminou na Copa do Brasil. O duelo, válido pela 18ª rodada do Brasileirão, acontecerá no Pacaembu. No mesmo dia e horário, o Grêmio visita o lanterna Atlético-GO, no estádio Olímpico, em Goiânia.

Igualdade na primeira etapa
Apesar de entrar com Alison no lugar do lesionado Vecchio, o Santos não limitou-se a ficar somente na defesa e até chegou a ter um pequeno domínio do jogo nos primeiros minutos. Porém, após o bom início, o Peixe viu o Grêmio ‘acordar’ e passou a ser completamente dominado na Arena.

Mesmo impondo seu toque de bola com facilidade, a equipe gaúcha só assustou de verdade aos 23 minutos, quando Ramiro soltou uma bomba e Vanderlei defendeu. No rebote, Everton isolou.

Após a chance perdida, o tricolor cresceu de vez e começou a colocar o Santos ‘na roda’. Aos 27, Geromel deu belo lançamento para Pedro Rocha, que deixou escapar. Porém, Everton seguiu na jogada e caiu após divida com Jean Mota. Os gremistas pediram pênalti, mas a arbitragem mandou seguir.

Sufocante, o Grêmio quase abriu o placar no lance seguinte, quando Luan bate cruzado, a bola desviou na zaga santista e passou perto da trave direita de Vanderlei.

Três minutos depois, os gaúchos desperdiçaram mais uma oportunidade clara com Everton, que pegou rebote de Lucas Veríssimo dentro da área, mas mandou para fora.

Mas como dizem no futebol, quem não faz, toma. Apesar da enorme pressão gremista, quem abriu o placar na Arena foi o Santos. Após cobrança de escanteio de Jean Mota, Bruno Henrique desviou e David Braz cabeceou firme para fazer 1 a 0 aos 44 minutos.

Porém, a alegria santista durou pouco. No último lance do primeiro tempo, Pedro Rocha bateu forte de dentro da área e Vanderlei operou um milagre. Mas no rebote, Fernandinho apareceu completamente livre para cabecear e empata o jogo.

Segundo tempo fraco e placar igual
A segunda etapa começou do mesmo jeito que a primeira terminou: com o Grêmio dominando. Logo aos sete minutos, Pedro Rocha mandou de fora da área e Vanderlei salvou mais uma. Depois, foi a vez de Everton tentar o chute, mas parar em cima do zagueiro Lucas Veríssimo.

O Santos, por sua vez, seguia tendo muita dificuldade para avançar ao ataque. Sofrendo com a ‘marcação pressão’ dos gremistas, o Peixe não assustou Marcelo Grohe.

Porém, apesar se continuar sendo ineficiente na parte ofensiva, a equipe comandada por Levir conseguiu segurar um pouco o ímpeto do Grêmio com o passar da segunda etapa e ‘esfriou’ o jogo até o apito final de Braulio da Silva Machado.

(Créditos: Gazeta Esportiva)