Obesidade: A importância da avaliação psicológica antes da cirurgia bariátrica

Porque passar por um psicólogo antes de realizar a cirurgia bariátrica?

O paciente já traz consigo uma história de vida e a obesidade vivenciada, provavelmente repleta de tentativas que não deram certo, com sentimento de frustração bem intensificado, comorbidades instaladas a partir do ganho de peso, além da pressão da discriminação social. Tudo isso envolve muito estresse, acompanhado de expectativas de melhora de vida.

O psicólogo no pré cirúrgico, vai avaliar a condição psicológica / emocional, verificar se o paciente tem capacidade de enfrentamento emocional adequada diante de tantas mudanças que ocorrerão no pós cirúrgico.

Investigar como reage a frustrações; desequilíbrios; esclarecer e desmistificar medos e fantasias com relação à anestesia e cirurgia; além de avaliar a capacidade do paciente em mudar atitudes e hábitos; enfim, explicar que o emagrecimento não ocorre como passe de mágica e que a aderência e seu comprometimento com o tratamento pós-operatório e com a equipe é fundamental, para um bom resultado.

O papel da psicologia no pré e pós cirúrgico, vem de encontro as mudanças após cirurgia bariátrica, vão além de uma condição de estética, de um novo corpo, estão diretamente ligadas a percepção de uma nova imagem ou de um novo contorno corporal.

Geralmente as pessoas não se dão conta que terão que mudar seu estilo de vida, pois se a cabeça não emagrecer junto com o corpo voltarão a engordar e aí não tem mais nada a fazer.

A cirurgia é o caminho mais curto para a realização do sonho de se sentir aceito na sociedade, mas poderá ser longo e se transformar num pesadelo, se a mudança não começar de dentro para fora.

O tratamento dependerá unicamente de como o paciente vai pilotar essa ferramenta cirúrgica, tenho trabalhado bastante no conceito de mudança de hábitos e comportamentos como fundamental para o emagrecimento.

Readaptar-se a uma nova imagem, diferente daquela vista através do espelho antes do emagrecimento pode significar a busca de uma imagem ideal imposta pela modernidade e que nem sempre o paciente está preparado.

Texto: Elaine Marini – Psicóloga

*Conteúdo autoral, reprodução autorizada mediante crédito à Elaine Marini

Imagem Fonte: Geltyimages

Sobre Elaine Marini 22 Artigos
Psicóloga graduada em Psicologia desde 1986, Especialista em Psicologia Clínica e Manejo Psicológico na cirurgia bariátrica; pós graduada em Psicologia Transpessoal, Psicologia Hospitalar e Gestão Escolar. Escritora com 4 livros editados na área de Psicologia. Atualmente Chefe do setor de Psicologia hospitalar no Hospital Cruz Azul em São Paulo.