EI promete “cortar cabeças” e Rússia estuda ataque sem EUA

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se prepara para lançar ataques aéreos de forma unilateral contra o grupo jidahista Estado Islâmico, caso os Estados Unidos rechaçarem suas propostas.

A iniciativa deve ser debatida entre Putin e seu homólogo norte-americano, Barack Obama, em reunião bilateral na próxima segunda-feira, dia 28, em paralelo à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

De acordo com fontes do Kremlin e do Ministério de Defesa russo citadas pela agência Bloomberg, no entanto, Washington teria descartado coordenar as ações junto a Rússia, Irã e o Exército sírio.

Resposta

siriaestado-islamicotwitter

O Estado Islâmico, por sua vez, ameaçou “cortar as cabeças dos soldados russos” que forem enviados à Síria. A declaração foi feita por um representante jihadista ao Observatório Nacional pelos Direitos Humanos da Síria (Ondus).

“A chegada dos russos aos países do EI é um verdadeiro pedido do Califado. Os soldados não vêem a hora de encontrar os soldados para recolher suas cabeças e cortar seus pescoços”, disse.

Recentemente Moscou estendeu sua presença militar no norte e no sul da cidade síria de Latakia.

(Créditos: Ansa)