E se descobrissemos que podemos tudo?

Já parou pra pensar que se existe na imaginação, pode também existir no mundo fisico?

A gente tem mania de achar que porque já tem muita gente fazendo o mesmo que a gente faz, nem vale a pena começar. E o pior; imaginamos que não terá espaço pra gente.

 

Ja parou pra pensar que se tem espaço pra tantas estrelas brilharem no céu, aqui na terra não é diferente?

 

Fomos ensinamos a acreditar que vence o melhor, que precisamos estar sempre atualizados, e que com o mundo modernizando a cada dia, fica impossível acompanhar.

E isso nos gera frustração, ansiedade, depressão.

Nós nos validamos pelo que sabemos. Se eu sei menos que o outro, eu sou pior. Quem sabe mais, é também mais capacitado pra’quele emprego.

Eu sei que sempre foi assim, desde os tempos de nossos tataravós. Mas, simplesmente foi assim, porque acreditávamos que era assim.

E ai, a consequência do nosso mundo era realmente o que acreditávamos que poderia ser: competição, stress, acúmulo de informações, e mais tarde o nosso corpo não aguentava e adoecia.

 

Mas, e se você descobrisse que você não precisa ser o melhor, e sim dar o seu melhor?

Sem culpa, sem cobranças.

Não adianta tanto conhecimento, agenda lotada, um excelente emprego e a segurança financeira, se você não encontra a sua paz.

Não adianta ter tanto conhecimento, se você não se permite viver. E o que seria viver?

Encontrar então um propósito pra sua vida. E o que seria um propósito pra sua vida ?

Encontrar algo que você faz facilmente, as vezes quase sem perceber. Sabe aquilo que você faz tão naturalmente que nem parece trabalho?

 

Eu sei que você pode ter pensado que é uma maluquice conseguir viver de algo que você ama fazer, e que nem parece um trabalho. Porque você não considera a sua paixão como um trabalho. Sabe porque ? Porque desde o tempo de nossos ancestrais, separamos trabalho de diversão. E se você gosta de fazer o que faz, parece estranho ganhar dinheiro com isso. Não é normal, né? Tem alguma coisa errada, né?

É claro que tem. É você achar que é errado ganhar dinheiro fazendo algo que você ama. Porque a sensação é a de que você não esta trabalhando.

Mas, se você tem vontade de fazer, são os seus instintos falando pra que você faca alguma coisa.

Encontrar o seu propósito é EXATAMENTE isso. É você fazer o que gosta e com isso, ao mesmo tempo, conseguir servir a humanidade de alguma forma.

E se você descobrisse que a única coisa que te impede é o medo de tentar?

E se você tentar ? Já imaginou o que pode acontecer depois que você tentar?

Você sempre imagina que vá acontecer o pior, né?

E se depois que você tentar, descobrir que nunca foi feliz antes, e que agora sim conhece o verdadeiro sentido da palavra felicidade?

E se for incrível?

 

Posso falar?

 

Quando a gente segue o coração, o caminho que vem dele sempre é maravilhoso. É claro que alguns desafios podem surgir, mas isso não significa que você está no caminho errado. Pra saber se você esta no caminho certo, basta se perguntar se você gosta de fazer o que esta fazendo. Se a resposta é “Não”, você realmente não está no caminho certo. E se a resposta é “sim”, é claro que você se encontra no caminho certo. É tão simples, e a gente complica tanto, né?

Sabe porque ? Porque fomos ensinados que precisamos sofrer pra depois conquistarmos a felicidade. Que só depois de trabalhar duro, conquistariamos os nossos sonhos. E por acreditarmos nisso, tornamos a nossa vida assim.

Não é novidade pra ninguém as crenças do livro “O Segredo”, certo?

A vida é exatamente o que acreditamos que ela é. Se você é descrente, vai atrair apenas momentos e pessoas baixo Astral. Se você esta entusiasmado, vai também encontrar pessoas e momentos de entusiasmo. E, assim é.

 

Quem disse que você precisa sofrer e trabalhar duro pra ser feliz? Quem disse que você precisa ser o melhor de todos na sua profissão?

Você não precisa ser o melhor no que faz. Mas, naturalmente, fazendo o que tanto ama, é bem capaz de você ser um dos melhores sim. Rs

Que Ironia, né?

Porque quando queremos, desesperadamente sermos os melhores, isso quase nunca acontece, ou quando acontece, mesmo depois de ter realizado, você se sente frustrado por algum motivo.

 

Você pode ter se tornado o melhor cantor da atualidade porque quis isso com todas as suas forças, mas não ser amado pelas pessoas; e simplesmente pelo fato de ter lutado tão cegamente pelo seu sonho de ser o melhor e conseguir as melhores oportunidade, esqueceu de olhar as coisas e pessoas que aconteciam ao seu redor, e acabou não conquistando amigos pelo caminho. Conquistou apenas o seu sonho de ser o melhor cantor.

Chegará o momento em que você “sentirá” que não era isso que você queria.

Nós queremos apenas ser amados. Mas, não pelos outros. Por nós mesmos.

E querer ser o melhor de todos em alguma atividade não é um desejo de nosso coração, e sim um desejo do nosso ego separado. Um desejo ilusório que vem acompanhado de um vazio, mais tarde.

 

Quando você encontra uma atividade que ama fazer, independentemente do resultado e reconhecimento que você recebe das pessoas, você terá realização pessoal, e encontrará nessa atividade o seu propósito.

Não importa o que os outros falem. Se eles te criticam ou palpitam demais de uma forma negativa, apenas ouça, respire, e envie a eles muito amor, pois eles sentem dor. Quando alguém precisa te diminuir, é porque eles se sentem diminuídos, e sabendo disso, não revide. Não ignore. Entenda como um pedido de amor.

Apenas observe e deixe ir. Não se envolva nos dramas dos outros. São dores deles, e não suas. Você ja tem dores suficientes em sua vida pra cuidar. rs

Então concentre-se em cuidar de você. E assim fazendo, com certeza estará ajudando outros a se curarem também. Brilhe e com isso, outros próximos de você, também brilharão. Você pode ajudar muito mais o outro, se você se ajudar primeiro. Isso também não é novidade pra ninguém. Mas, é sempre importante lembrar.

 

Tem muitas coisas que sabemos, que com a correria do dia a dia, acaba perdendo a força dentro de nós. Eu digo isso porque sou como você que esta lendo esse texto agora. Ja li o livro “O segredo”, e me senti super entusiasmada quando li, mas já passou um tempo, e eu não sinto o mesmo entusiasmo, a não ser que eu volte a lê-lo.

É assim mesmo. Existem coisas simples que ja sabemos, mas que é muito importante revisar sempre que possível, como uma prática mesmo.

Quanto mais você pratica seus músculos, mas fortes eles ficam.

Então pratiquemos os simples ensinamentos, e fiquemos craques para sempre sabermos a hora de voltarmos pra dentro de nosso coração, cada vez que algo externo nos atormentar.

 

Você sabe, no fundo, o que é certo, ou errado. Não que isso exista. Você sabe no fundo o que deve fazer em cada momento. Apenas siga seus instintos, e não os instintos alheios, ate porque se você esta no mundo, seus sentimentos são importantes. Se você existe, Deus queria que você estivesse aqui, porque precisa de você aqui. O que vem de você é diferente porque você é único. E o que significa ser você ? Quem é você ? O que você quer ? É importante que você saiba essas respostas, pra que você possa cumprir a sua missão. Você não precisa pensar muito pra saber as respostas. Alias, elas não estão em sua mente. Estão dentro de você. Basta silenciar, que você saberá.

Quando eu ouvia que era apenas seguir o coração, ficava preocupada porque não conseguia ouví-lo. Mas, apenas tinha entendido errado a mensagem. Seguir o coração é seguir seus instintos. Siga-os e você chegará em seu destino.

Apenas faca o que sente vontade, sempre com responsabilidade, claro.

O que é seu dará um jeito de chegar até você, então você não precisa correr para conquistar algo. Você apenas precisa sentir, e fazer o que sente prazer em fazer, mesmo que as vezes tenham algumas partes mais “chatinhas” no que você gosta de fazer. Isso é normal.

O que você busca, também esta buscando por você.

Mas, é importante desapegar da busca, e se entregar. Se entregar ao momento presente. Isso sim te fará viver momentos muito felizes.

Se aquele cantor, do inicio de meu texto, que queria muito ser o melhor cantor da atualidade, tivesse fazendo a sua arte pela arte, porque ama, com certeza ele estaria realizado, e outras pessoas sentiriam amor por ele também. Quando a gente se entrega ao presente, ao aqui e agora, tudo se encaixa um dia, e ate aquela mulher que te ofereceu cafezinho e que você aceitou gentilmente e deu um bom dia, será uma peça importante de sua historia.

Sinta amor por você mesmo, por quem passar por você. Observe tudo o que você mesmo manifesta.

Você já escreveu a sua historia inteirinha antes de vir pra cá. Então confie. O que vai embora, simplesmente não é pra ser seu.

O que vem, é. Então aproveite!

 

Não tenha medo de perder algo. Porque por mais que algo nesse momento seja seu, você sabe profundamente que nada e nem ninguém é de ninguém. Estamos todos aqui para vivermos experiências e nos enxergarmos no outro em que atraímos pra nossa vida, afim de sabermos em que ponto da evolução estamos.

Então desapegue- se de cada pessoa que chegar, seja amor com ela. Cada momento em que estiver, sinta. Agradeça sem dizer “obrigado”. Basta sentir felicidade por estar vivendo o que esta vivendo. Tudo foi você quem definiu pra você mesmo. E por mais que ja exista um destino definido, a vida é incrível porque existem milhares de caminhos para chegar em nossos destinos.

 

A escolha é sua. Você tem o livre arbítrio para ir pela rua de terra, pelo asfalto, pelas aguas do mar, ou até quem sabe, voando….

Você pode ir andando, de bicicleta, de avião, nadando, cavalgando, ou apenas se tele-transportando.

Deixe sua imaginação fluir, e acredite: Ela é real.

Se você pode imaginar, também pode realizar.

 

Bruna Pinheiro

 

 

É preciso crer para ver. Contrário do que o ditado diz, é preciso antes acreditar e se entregar na verdadeira fé, para que na sequência o universo se conspire ao nosso favor. Desde minha adolescencia sempre fui muito consciente com dinheiro, e nunca dei passos maiores que minhas pernas, até perceber, neste mesmo período, que “quem não arrisca, não petisca”. Tinha um sonho de morar fora do país, e era enorme minha lista, aos 15 anos, de tudo o que seria necessário para que eu pudesse experienciar este sonho. Tão grande, que só me ocorria ser melhor deixar este sonho para depois. Alguns deles seriam eu não conhecer a língua, eu não poder perder meu segundo ano de escola, pois estava às vésperas de prestar vestibular e não “seria ninguém na vida” se não tivesse me dedicado à todas as matérias, baseado-me em todas as crenças limitantes possíveis e inimagináveis, ou até mesmo por questões financeiras. Enfim, não poderia e pronto. Mas um lado meu sempre me levou a acreditar que, como diz Charlie Brown Jr. “o impossível é só questão de opinião”, e teimosa e tinhosa que era, aquele era para mim só mais um desafio.
Arrumei minhas malas, e comecei a comunicar a todos que estava me preparando para viajar. Nunca tinha chegado nem até a sala de casa sem o palpite e consentimento de meus pais, e o mais longe que já tinha ido geograficamente, era até Belo Horizonte, em Minas Gerais, visitar a minha avó. Mas a decisão estava tomada. E cada vez mais que contava aos outros que ao final daquele ano eu partiria para uma nova aventura, mais me parecia que tudo o que antes era impossível, passava a se tornar possível. Rapidamente, e como um passe de mágica, fui riscando item a item daquela lista de impossibilidades que havia contruído, entre meu sonho e eu. Era uma avó ou um padrinho que me entregavam envelopes de incentivo financeiro à oportunidade de ter onde morar, onde estudar, e tudo parece que foi se resolvendo, como se já fosse certo, e como se o universo estivesse apenas aguardando o meu “sim” para poder me entregar uma maleta de boas notícias, que consequentemente, resolveriam todas as questões que necessitava para poder partir em minha aventura. E neste momento entendi: a vida é um jogo de tabuleiro. Um jogo que só nos entregará a próxima carta da direção que devemos tomar, quando dermos o primeiro passo. Sem caminharmos, estaremos estagnados eternamente na casa inicial. Mas a casa um, nos levará a um novo entendimento, e dadivas e oportunidades jamais imaginadas chegarão até nós, nos permitindo, simplesmente escolher, se nosso passo deve ser para a casa do tabuleiro à direita ou à esquerda.
Nos limitamos muitas vezes à crenças enraizadas de “segurança” que nos limitam. Assumimos que a responsabilidade é saber exatamente onde estamos pisando, para então definirmos o que queremos, quando dentro de nós existe uma infinidade de desejos e anseios aguardando nosso voto de confiança para poderem se materializar e existir. Somos o que quisermos ser. E essa é a beleza da vida. Realizaremos o que quisermos realizar, pois somos serem multi dimensionais espirituais que habitam corpos físicos, e não o contrário. E por isso somos do tamanho de nossa imaginação. Faça a sua vida cheia de magia e entusiamo.
Se hoje você estiver em uma encruzilhada, se perguntando para onde deve seguir, ou ainda se projetando uma série de poréns para poder tomar uma decisão, siga o seu coração. O que te fará feliz? E a vida irá se abrir para a escolha que tomar. Está na dúvida se deixa um emprego, se abandona velhos hábitos? Quais são as suas vontades? Vá, sem imaginar o que você conhece para as consequências. O maior medo de quase todas as pessoas que eu conheço é passar por uma crise financeira que as leve para baixo da ponte, por uma crise familiar ou até para a prisão. Sendo que nossa maior prisão está em projetarmos o tamanho de nossos sonhos baseado no que achamos que é real, e possível. Já conversei com muita gente sobre medo, e 100% de minha audiência me respondeu que sofriam mais por antecedência, do que quando de fato enfrentavam seus medos. Sofremos demais, porque pensamos demais. E nossa mente é o nosso maior inimigo. Não se prive de ser feliz. Não se boicote ou se aprisione. Acredite que ao dar o primeiro passo, você terá a oportunidade de abrir uma série de novos caminhos, os quais sua mente jamais terá a habilidade de projetar para seu destino. E se permita ser feliz. Acredite, e torne seus sonhos verdade.