Consórcios de ônibus de SP terão que devolver R$ 1 bi

O Tribunal de Contas do Município de São Paulo determinou que dois consórcios de ônibus devolvam aos cofres públicos R$ 1 bilhão por não cumprir os contratos feitos com a Prefeitura de São Paulo. Os consórcios são o Unisul, da Zona Sul e o Plus, da Zona Leste.

Segundo o Tribunal, as empresas rodavam com uma frota velha e não tinham ônibus com acessibilidade em número suficiente. Além disso, a remuneração era feita de forma diferente da prevista e os investimentos programados não foram realizados.

O Sindicato das Empresas de ônibus informou que os consórcios devem recorrer da decisão.

'