Conheça a Bélgica: nossa quinta adversária na Copa do Mundo.

Estamos nas quartas de final, e a cada fase a dificuldade aumenta. A próxima adversária não é diferente, pois já foi primeira colocada no ranking FIFA (isso no ano de 2015), tem uma ótima geração, em que vários jogadores são destaques em clubes de renome internacional, e que tem um técnico que tem experiência em times ingleses.

Tal seleção belga já passou por 11 copas (sendo essa a 12ª) e o melhor resultado foi em 1986 com o 4º lugar. É uma seleção que é mais acostumada com copa do mundo do que com Eurocopa, pois ela só participou de 4 euros (mas conseguiu um vice em 1980) Não tem muitos títulos de expressão (somente 1 medalha de ouro nas olimpíadas de 1920 e o torneio Kirin em 1999. É como se fosse uma Ponte Preta da Europa, tem uma certa tradição mas poucos títulos.

Hoje a seleção tem um meio de campo eficiente, com toque de bola preciso e um ataque eficaz. O técnico Roberto Martínez convocou o que há de melhor nos clubes da Europa, como Hazard (Chelsea – Inglaterra), De Bruyne (Manchester City – Inglaterra) e Lukaku (Manchester United – Inglaterra) são jogadores que a zaga brasileira tem que tomar cuidado.

Mas também temos boas notícias, a zaga belga deixa espaços que podem ser vantajosos para os jogadores brasileiros. Além disso a recomposição de zaga é lenta, facilitando um contra ataque brasileiro. Tanto é que o lateral Meunier, que é companheiro de Neymar no PSG já falou em coletivas de imprensa que é impossível marcar o craque. Isso também temos que ver que alguns jogadores estão voltando de lesão depois da temporada européia.

Dois fatos interessantes: A única vez que o Brasil enfrentou a Bélgica em Copas do Mundo foi em 2002, com uma vitória de 2 a 0 (Ronaldo e Rivaldo), e nesse ano o Brasil foi penta campeão. Uma outra curiosidade é que uma rede de lojas da Bélgica ofereceu para cada cliente que comprou uma televisão nova uma outra televisão de graça caso a seleção marcasse 16 gols pra mais, e ela até as oitavas já marcou 12 vezes.

Pode ser que a seleção belga dê um certo sufoco, mas colo o técnico Tite a citou que a seleção está num processo de evolução a cada jogo.Seleção belga, a nossa adversária nas quartas de final.

Sobre Felipe dos Santos 11 Artigos
Professor de Historia, Técnico em Processos Gerenciais e Articulista Esportivo.