Bebês que nascerem na Virada do Ano podem ganhar R$ 2.018,00

Bebês de todo o Brasil que nascerem na virada do ano poderão ter um plano de previdência privada com R$ 2.018,00 aplicados. A campanha Os bebês da Virada, é uma ação da Icatu Seguros que pretende incentivar o planejamento do futuro financeiro desde cedo.

A promoção, que ocorre pelo quarto ano consecutivo, é válida para as crianças que nascerem de parto normal entre a meia-noite e às 2h do dia 1º de janeiro.

A campanha não tem sorteio e não precisa de cadastro prévio. Para participar, basta que a família entre em contato com a seguradora após o nascimento do bebê. Receberão o prêmio apenas as 20 primeiras crianças cujos responsáveis entrarem em contato com a seguradora e enviarem os documentos exigidos.

O contato com a seguradora pode ser feito por e-mail (relacionamento@icatuseguros.com.br); pela central de relacionamento com o cliente 4002 0040 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 285 3000 (demais localidades); ou por meio de carta. Caso a preferência seja por e-mail, toda a documentação pedida pela seguradora já deve estar anexada, como forma de garantir o prêmio caso a criança seja, de fato, elegível.

Um dos responsáveis pelo bebê deve apresentar cópia do RG, documento de identificação e comprovante de residência em seu nome, bem como certidão de nascimento e carteira de vacinação (em especial, da página onde consta o tipo de parto) da criança. A seguradora irá aceitar documentos enviados até o dia 31 de janeiro.

Caso um dos pais do bebê já seja cliente da seguradora, a criança receberá o prêmio em dobro, ou seja, 4.036 reais.

Avalie

A ideia é que o investimento seja só um incentivo para que os pais continuem aplicando um determinado valor no fundo, que caiba no orçamento da família, a cada mês.

Segundo estimativa da Icatu, caso a família decida investir 50 reais por mês, por exemplo, ao completar 18 anos a criança terá aproximadamente 24,8 mil reais de reserva, sem o desconto de impostos. Neste caso, será possível utilizar a reserva na compra de um carro ou para fazer um intercâmbio, por exemplo. Já se a família decidir aplicar 150 reais por mês, ao final de 18 anos a criança terá cerca de 62 mil reais, também sem o desconto de impostos.

A simulação já é líquida de taxas de entrada, leva em conta juros reais e uma rentabilidade média de 6% ao ano.

É recomendado investir para o filho apenas depois que os pais tiverem com a vida financeira em ordem. Dessa forma, o investimento não vai pesar no orçamento e as contribuições mensais ao plano não correm o risco de serem interrompidas para o pagamento de eventuais dívidas.

Na hora de escolher o plano de previdência, verifique qual o tipo de plano (PGBL ou VGBL) e o regime de tributação (tabela progressiva ou regressiva) que oferece mais benefícios.

Antes disso, verifique também outras possibilidades seguras de investimento que podem render mais do que a previdência privada, já que o investimento cobra uma taxa de administração que prejudica o seu rendimento.