Atentado em Cabul mata 80 e deixa mais de 200 feridos

Pelo menos 61 pessoas morreram e 207 ficaram feridas no sábado em um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico a uma grande manifestação de membros da minoria hazara do Afeganistão em Cabul no sábado, segundo uma autoridade do Ministério da Saúde Pública.

O número de mortos é mais do que o dobro das estimativas iniciais.

Mohammad Ismail Kawousi, porta-voz do Ministério da Saúde Pública, disse que os mortos e feridos haviam sido levados para hospitais próximos.

Grande parte do centro da cidade tinha sido fechada com pilhas de contêineres e outros obstáculos, conforme a marcha começava mais cedo no sábado, e a segurança havia sido reforçada com helicópteros.

O ataque ocorreu cerca de três semanas após um homem-bomba matar dezenas de pessoas em um ataque contra cadetes recém-formados da polícia, reivindicado pelo Talibã.