Alckmin diz que escolha de vice será decisão coletiva

O pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, disse nesta quinta-feira (26) que a escolha do nome para ser seu companheiro de chapa como candidato a vice será uma decisão coletiva.

Logo depois de receber formalmente o apoio do blocão —formado por PP, DEM, PR, PRB e SD—, em um hotel em Brasília, Alckmin declarou que não há pressa para a definição do vice, já que a convenção do PSDB será realizada apenas em 4 de agosto.

Líderes do bloco devem se reunir ainda nesta quinta-feira para discutir a questão.

Segundo o deputado Paulo Pereira da Silva (SD), o Paulinho da Força, o empresário Josué Gomes, do PR, ficou de ligar para o cacique do partido Valdemar Costa Neto com um resposta sobre o convite de ser o vice de Alckmin até o início da tarde.

Caso ele decline e se não houver um consenso dentro do grupo, disse Paulinho, o blocão poderá apresentar uma lista de nomes para Alckmin.

O prefeito de Salvador e presidente do DEM, Antônio Carlos Magalhães Neto, disse a jornalistas que a palavra final será do tucano.

Alckmin defendeu que todas as vezes que o Brasil buscou a pacificação, a democracia se consolidou, a economia se fortaleceu e as conquistas sociais avançaram.